• Viviane Costa

COMO SER VOCÊ MESMO NUM MUNDO ONDE TE EXIGEM SER IGUAL A TODOS?

Como ser você mesmo num mundo onde te exigem ser igual a todos?



Que impõe regras, onde só é feliz quem anda no ritmo dos outros, em um mundo que dizem que quanto mais você trabalhar e estudar, mais será alguém na vida. Que família tem que ser bem estruturada, que as regras são para todos... Mas será que realmente é assim? Será que não precisamos parar um pouco para sentir, parar para pensar quem somos de verdade? A vida passa, e a gente precisa fazer novos planos sempre que queremos, mesmo que sejam meros ajustes. A gente precisa se perdoar por se cobrar tanto, cobrar coisas que o “mundo” exige.


Mas a vida ensina o que o mundo não quer que você veja.


Você não quer, não faça. Se não és, não seja. A gente precisa se renovar, recomeçar, viver. Vigiar nossos sentimentos e comportamentos, e sentir que o que vem de dentro é real, existencial.


Enquanto o mundo dita, a vida berra sua importância, suas dores, seus desejos, rasgando seus medos. Porque a gente só precisa ser feliz. O tempo passa de forma despercebida, e o tempo pede descanso para amar, para curtir o que se faz. A gente precisa respirar de alívio, de alegria, se reabastecer com as delícias de ser quem somos. Se atualizar, renovar, trocar a fita. Se reinventar. Analisar aquilo que nos faz bem, pensar no que tem feito, dos nossos dons e defeitos, para que com o tempo a gente possa melhorar.


O mundo não tem a ver com nossa incansável busca pela evolução, não se esqueça que a vida nos ensina o que o mundo precisa aprender. A gente erra hoje, mas amanhã a gente aprende. Essa é a vida, e cada um tem a sua. Então, de um tchau para o mundo de fora, e um oi para o mundo que você esconde por medo de dirigir na contramão. E não pare na primeira blitz, porque o caminho de dentro é uma história com seu final feliz.



Por Viviane Costa

0 visualização

YOGA POR VIVIANE COSTA